Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a sua utilização.

Alarme de casa de banho de deficientes

28/02/2017 0 Comentários Noticias sobre Proteção contra incêndios,

Alarme de casa de banho de Deficientes

Por força do Decreto-Lei nº 163/2006, de 8 de Agosto , os estabelecimentos comerciais (onde implicitamente se incluirão os de restauração ou de bebidas)  cuja superfície de acesso ao público ultrapasse 150 m2 deverão respeitar as normas técnicas sobre acessibilidades. Será então necessário a existência de instalação sanitária destinada a pessoas com mobilidade condicionada, designadas por acessíveis, vulgarmente também chamada casa de banho para deficientes.

Este tipo de instalações reveste-se de muita especificidade que não se resumem a uma área maior e à existência de barras de apoio junto à sanita. Por exemplo, a porta não poderá abrir para o interior do compartimento, o lavatório não deve estar apoiado sobre uma coluna, a torneira tem de ser apropriada, entre outras características.

 

O equipamento de alarme das instalações sanitárias acessíveis deve satisfazer as seguintes condições:

1) Deve estar ligado ao sistema de alerta para o exterior;

2) Deve disparar um alerta luminoso e sonoro;

3) Os terminais do equipamento de alarme devem estar indicados para utilização com luz e auto-iluminados para serem vistos no escuro;

4) Os terminais do sistema de aviso podem ser botões de carregar, botões de puxar ou cabos de puxar;

5) Os terminais do sistema de aviso devem estar colocados a uma altura do piso compreendida entre 0,4 m e 0,6 m, e de modo a que possam ser alcançados por uma pessoa na posição deitada no chão após uma queda ou por uma pessoa em cadeira de rodas. 

Comentário