Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a sua utilização.

Iluminação de emergência

27/02/2017 0 Comentários Noticias sobre Proteção contra incêndios,

Iluminação de emergência

Todos os espaços de edifícios (exceto habitação) devem ser dotados de um sistema de iluminação de emergência, que dure no mínimo 15 minutos sem alimentação elétrica.

Deverá ser composto por:

  • Iluminação ambiente (destinada a iluminar os locais evitando pânico) com valor mínimo de 1 lux;
  • Iluminação de circulação (dar visibilidade no caminho até uma zona de segurança ou saída) com valor mínimo de 5 lux;

Deverá existir em todos os locais exceto nos quartos, vestiários ou sanitários (exceto sanitários de utentes de mobilidade reduzida) com áreas inferiores a 10m2.

Devem ser colocados a menos de 2 m em projeção horizontal:

a) Da intersecção de corredores;

b) De mudanças de direção de vias de comunicação;

c) De patamares de acesso e intermédios de vias verticais;

d) De camaras corta-fogo;

e) De botões de alarme;

f) De comandos de equipamentos de segurança;

g) De meios de primeira intervenção;

h) De saídas.

 

 

Nas utilizações -tipo IV a VI, VIII, X e XI, com exceção dos espaços destinados a dormida os blocos autónomos, devem ser sempre do tipo permanente.

2 - Nos casos não referidos no número anterior, é obrigatória a utilização de blocos permanentes quando sirva para iluminação de placas indicadoras de saída.

Comentário